sexta-feira, 25 de março de 2011

Visita aos CTT

Nós escrevemos uma carta para enviar ao nosso pai.
Na sexta-feira passada, dia 18 de Março, copiámos a carta que já tínhamos escrito, para um papel próprio, depois pegámos na carta e enfiámo-la num envelope que, a seguir, preenchemos com o remetente e o destinatário.
Com a carta pronta, saímos da escola e fomos aos correios da Costa de Valado.
Nós tivemos de andar muito. Quando chegámos aos correios, fizemos uma fila e comprámos ao senhor Rocha, empregado dos CTT, um selo que custou 32 cêntimos.
Com o selo na mão colámo-lo no sítio certo, uns usaram cola outros saliva. Os meninos que lamberam o envelope não gostaram do sabor.
Depois, a professora explicou-nos em qual das caixas deveríamos pôr a carta.
É que na nossa frente estavam três caixas de correio diferentes: uma servia para correio azul, o mais rápido, a outra era para o correio que saía do país e, por último, aparecia a caixa de correio nacional. Era a nossa caixa.
Quando enfiámos a carta, sentimos uma aragem a vir de lá de dentro. Descobrimos, depois, que esta caixa tinha comunicação com o exterior do edifício dos correios.

Os nossos pais começaram a receber as cartas só na quarta-feira e ficaram contentes. A carta de alguns colegas ainda não chegou.

Texto aperfeiçoado

Maria João Rocha, 3º ano

2 comentários:

Santos Passos disse...

E o que diziam as cartas?

Paula disse...

Venho desejar a todos uma Páscoa muito feliz cheinha de coisas doces.bjs paula